sábado, 1 de janeiro de 2011

Não gosto

da passagem de ano.
Faz-me lembrar o que não consegui.

(E em 2010 nem consegui um homem de jeito para me satisfazer sexualmente. O cenário é tão mau que até um casal amigo meu decidiu ofertar-me a 31 de Dezembro um vibrador xpto - não, não estou a brincar!)

2 comentários:

Inês disse...

Vamos falar entre gajas: a minha pessoinha está sem...há um ano e não ando a trepar paredes!!!
O homem para as quecas há-de aparecer,não acredito que se tenham casado todos ou que sejam padres!!
Quanto ao resto eu adoptei a seguinte filosofia:o ano que passou pode não ter sido o ideal,o dos nossos sonhos,nem sabemos se este o vai ser...mas o mais importante é termos vivido mais um ano,com mais ou menos alegrias e tristezas,mas vivemos e estamos vivas e estamos cá para o que der e vier,para o bom e para o mau,para o melhor e para o pior.A vida é feita destas coisas e como eu digo ao João "se a vida fosse fácil andavam cá outros"
Bjs querida!!!

D. João disse...

que venham os outros, fácil ou difícil.